Após carreata no domingo (29), líder da Direita SC é intimado a depor na Delegacia.

Após carreata no domingo (29), em favor da retomada das atividades econômicas, o líder do movimento Direita Santa Catarina é intimado a prestar esclarecimentos na próxima Sexta-feira (3).

Carreata no ultimo domingo (3)

Carreata neste domingo (29), na Beira-Mar Norte, em Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/ND

Após carreata no domingo (29), em favor da retomada das atividades econômicas, o líder do movimento Direita Santa Catarina é intimado a prestar esclarecimentos na próxima Sexta-feira (3).

Pedro Neves é um dos fundadores e líder do movimento desde 2017, quando o então, deputado Jair Bolsonaro iniciou sua candidatura à presidência da República e veio a Florianópolis.

No último domingo, Pedro conta que planejou fazer a carreata por acreditar que não estava descumprindo a ordem de isolamento, já que todos estariam dentro de seus carros, segundo ele, “como a prefeitura está fazendo a vacinação nos bolsões da beira-mar”.
“Planejamos fazer uma carreata justamente por respeitar a regra de não-aglomeração, foi combinado um horário de saída, os carros sairiam neste horário e ninguém sairia do carro, exatamente como a prefeitura está fazendo a vacinação nos bolsões da beira-mar”

A Policia Militar, um dia antes da carreata, solicitou o cancelamento do evento e fechou os bolsões da Beira-mar. Pedro diz que atendeu ao pedido, mas alertou que o movimento teria grandes chances de acontecer, já que seria espontâneo e sem liderança, “daqueles que estão preocupados com o vírus e principalmente com o desemprego em massa”.

Para o líder, a situação atual está sendo conduzida por políticos autoritários que querem afundar a economia do país para derrubar o Presidente Jair Bolsonaro.

>>Ultimas Noticias

Veja Também

Sobre o Autor

Deixe um Comentário