Protótipo de ventilador pulmonar criado na UFSC é aprovado no Hospital Sírio-Libanês.

Professor Saulo Güths do Departamento de Engenharia da UFSC.

O professor Saulo Güths do Departamento de Engenharia da UFSC criou um protótipo de ventilador pulmonar junto com seu filho Eduardo Larsen Güths em abril deste ano.

O protótipo passou nos testes e experimentos em animais no Hospital de Clínicas em Porto Alegre, conta o Professor. “Como fomos bem, no dia seguinte fizemos teste em animal, em uma ovelha. E fomos aprovados. A equipe do hospital ficou bastante animada com os resultados”.

O equipamento seguiu para Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, onde também foi submetidos a testes, mas em humanos com sintomas de Covid-19 e outras doenças respiratórias, a avaliação do equipamento foi aprovada com nota 10. “No modo Volume Controlado, que é o principal no caso da Covid-19, quando o paciente está sedado, tiramos nota 10. Em um dos modos assistidos, da fase de recuperação, quando a sedação é reduzida, detectamos a necessidade de um pequeno ajuste, mas apenas de software e que já estamos solucionando”.

A espectativa do professor, além de criar um equipamento que pode salvar vidas, é também poder produzi-lo com baixo custo para entrar na concorrência dos aparelhos que já estão no mercado, os respiradores em funcionamento estão na faixa de R$ 170 mil e este que está sendo testado, pela espectativa do professor, passará um pouco dos R$ 1,5 mil devido a alguns ajustes que foram feitos.

Vale ressaltar que algumas empresas já estão no radar da equipe para fabricar o aparelho em grande escala.

O projeto conta com apoio da Fundação de Amparo e Extensão Universitária (Fapeu), inclusive com aporte de recursos pelo Núcleo de Análise Gerencial e Fiscal (Nagefi), área da Fapeu que presta serviços de assessoria, consultoria tributária, auditoria fiscal por meio de uma equipe técnica própria e de consultores associados.

Últimas Notícias.

Veja Também

Sobre o Autor

Deixe um Comentário