Trabalhadores também podem fazer check in na plataforma de rastreamento por QR Code

Foto: Cristiano Andujar/PMF

Sistema já contabiliza mais 600 mil registros feitos. Transporte coletivo e academias possuem o maior número de check ins.

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, a partir de agora, o trabalhadores do comércio e outras atividades também podem realizar o check in na plataforma de rastreamento. Dessa forma, caso seja diagnosticado um caso positivo, os clientes e outras pessoas que possam ter tido algum contato com esse paciente, sejam alertadas e recebam as orientações necessárias. Os registro são anônimos e a identificação para contato posterior, é feito por meio de códigos.

Para utilizar essa categoria específica de check in, basta realizar a leitura do QR Code ao iniciar o seu turno de trabalho, selecionar a categoria “COLABORADOR” e marcar a quantidade de horas que vai permanecer no local de acordo com sua jornada de trabalho. Depois dessa primeira seleção, ao realizar os próximos check ins, essa opção de horário será automática.

Dados do check in em Florianópolis

Desde o início da implantação do rastreamento por QR Code até a última sexta-feira, 10 de julho, a Smart Tour, startup que gerencia o sistema, já foram feitos, 679.415 mil check ins. Esse dado é referente ao transporte coletivo, com 331.566 mil; aos restaurantes, com 75.421 mil registros; às lojas, com 75.201 mil; às academias, com 135.679 mil; às clínicas / hospitais, com 12.542 mil; hotéis, com 11.152 mil; supermercados, com 37.854 mil; às igrejas, com 121; e outros tipos de estabelecimentos, que somam 113.978 mil check ins.

Como os estabelecimentos podem aderir à plataforma

A adesão das empresas ao sistema de check in é obrigatório e foi determinada via decreto municipal, como requisito para o retorno à atividade econômica de shoppings, academias e galerias comerciais. Aos clientes, o check in por QR Code é opcional mas é recomendada pela administração municipal, já que ajuda a rastrear contaminações e pessoas que possam ter tido contato com casos positivos para doença.

Para utilizar o check in, as empresas devem gerar um QR Code na plataforma online. Não são aceitos dados obtidos por outros QR Codes ligados à outros sistemas, que não seja o da Smart Tour, a empresa que gerencia o sistema em parceria com a Prefeitura de Florianópolis. Os estabelecimentos também devem orientar os clientes quanto à necessidade de realização do check in.

Para gerar o QR Code de Rastreamento de Contatos Smart Tracking para o estabelecimento comercial, basta acessar o link https://smarttourbrasil.com.br/smart-tracking-qrcode e preencher o cadastro com os dados solicitados. Em seguida, já é possível fazer o download do QR Code gerado. A imagem deve ser impressa colorida. Após isso, o cartaz deve ser fixado na entrada do estabelecimento.

Como realizar o check in

A administração municipal orienta que a população faça o check in em todas as vezes que entrar no ônibus, em uma loja, academia, ou qualquer outro local que tenha o QR Code. Um breve cadastro é necessário apenas na primeira vez que o registro for feito. Caso prefira, o usuário pode realizar esse cadastro antes mesmo de efetuar um check in. Basta acessar o site www.covidometrofloripa.com.br e clicar na aba “RASTREAMENTO QR CODE”. Feito isso, basta apontar a câmera no QR Code sempre que o usuário entrar em qualquer local.

Veja Também

Sobre o Autor

Deixe um Comentário